domingo, 9 de março de 2008

O Pêndulo de Foucault














Provavelmente vocês já escutaram sobre o clássico romance, de Umberto Eco, O Pêndulo de Foucault. Para quem não sabe nada sobre ele, vou fazer a tradicional introdução de primeiro parágrafo. A história é bem louca, com sociedades secretas e referências a textos antigos, além de uma trama que inicia com os Cavaleiros Templários. Apesar disso, não é exatamente esse contexto que me interessou. O que eu mais gostei foi que ele fala da teoria do pêndulo.

Jean Bernard Léon Foucault foi um físico e astrônomo francês. Foucault era filho de um editor de Paris. Estudou Medicina, carreira que ele abandonou rapidamente para dedicar-se à Física. Interessou-se pelos métodos fotográficos de Daguerre e é particularmente conhecido pela sua experiência demonstrando a rotação da Terra em torno de seu eixo. Esse é o início da viagem, o conhecido Pêndulo de Foucault. No livro, Umberto Eco trata a teoria de outra forma. Quando a sociedade se inclina muito para um lado, ela perde o equilíbrio. Assim, uma força empurra o pêndulo na direção contrária.

Vou dar um exemplo. A igreja Católica passou por um período de libertinagem com orgias no Vaticano em um período negro de sua história. A resposta para esse excesso liberal foi a inquisição. É a busca do equilíbrio. A tentativa desesperada de empurrar o pêndulo para o centro. O problema é que na maioria das vezes a força costuma jogar o peso para além da neutralidade. Passando para o lado oposto e acarretando problemas de natureza semelhante.

Eu acho esse pensamento muito interessante. Como sou um cagador de regra leve, tenho uma outra interpretação da mesma lei. Uma evolução na teoria de Foucault e Umberto Eco. Para mim, essa força é sempre presente. Não apenas na oposição ao pensamento, mas também dentro de um mesmo lado do pêndulo. Vou tentar ser mais claro.

Em uma sociedade que se caracteriza por ser descontraída, como o Brasil, existe o lado bom do carnaval e da cultura da praia. Aquela amizade e calor que só um povo latino sabe ter. Por outro lado a desorganização, junto com o tradicional jeitinho brasileiro, aliado a corrupção, mostra uma face menos agradável dessa personalidade. O sistema sempre acha seu ponto fraco. Esse seria o lado oposto do pêndulo, mesmo dentro de um mesmo contexto. A oposição dentro da similaridade.

Aqui na Alemanha também encontramos um o lado negro. Se existe um lado negro em um alemão branquelo. Tudo bem, a piada foi muito sem graça mas eu também não estou para brincadeira. Assim, voltando ao assunto, os alemães são organizados, corretos e em tudo existem regras. Eles seguem tudo com absoluta dedicação. Não atravessam o sinal vermelho jamais. Mesmo que a população da terra tenha desaparecido por intermédio de um vírus letal. Dessa maneira, cabe a pergunta: como seria o pêndulo oposto dessa sociedade quase perfeita? Eu descobri isso algumas semanas atrás. O nome desse defeito é burocracia.

Esse lado negro se revela em todos os aspectos. Dentro da agência ninguém move um dedo por pura boa vontade. Quem não quer trabalhar procura esses defeitos na rede para complicar. Enrolando as coisas, eles tem mais tempo para surfar na internet e relaxar. Claro que existem pessoas que tentam ajudar e gostam do trabalho. Mesmo esses só fazem as coisas dentro das regras.

Há duas semanas tive o meu primeiro grande problema com a Bundesrepublik. Na verdade não foi um problema comigo, foi com a Lisi. Importante dizer que desde que eu disse SIM na frente do padre e do patrão celestial ela é total responsabilidade minha. Isso quer dizer que um problema para ela é um problema meu. Bom, resumindo o blá-blá-blá. A verdade é que negaram o visto da minha gata.

Você pode perguntar-se como. Esse é exatamente o problema. É aqui que a burocracia mostra suas garras afiadas. Baseados numa lei não-sei-qualé, a embaixada não é obrigada a responder qual foi o motivo. Depois desse categórico "não" começou a briga contra a forte engrenagem enferrujada do governo alemão.

Para quem não sabe o significado do nome desse blog, Ausländerbehörde, vou explicar. Esse é o departamento de estrangeiros do governo alemão. Ele fica numa região da ex-Alemanha Oriental. Um prédio estilo comunistão, quadrado e velho. Perfeito para um burocrata se esconder. Mesmo sendo um departamento para estrangeiros, apenas uma pessoa no edifício inteiro fala inglês. Tudo para atrapalhar ao máximo a vida do estrangeiro que quer trabalhar legalmente aqui. A ilegalidade é o caminho mais fácil. Por aí vocês podem imaginar o tamanho da encrenca.

Felizmente a agência está mobilizada para segurar o brasileiro peludo que tanto se dedica. A primeira providência foi a renovação do meu contrato por tempo indeterminado. Hoje meu visto é até 2010. Um privilégio que poucos estrangeiros conseguem com 6 meses de trabalho. Com esse contrato mais longo posso inclusive ter um celular de linha. Permitido apenas para quem possui um tempo de permanência maior que 2 anos. Apesar disso, nenhum desses privilégios será suficientemente interessante se a Lisi não puder me acompanhar.

Esse é o exemplo melhor acabado da teoria do pêndulo de foucault-eco-marconiano. É uma pena que, para desenvolver uma teoria dentro de outra tão interessante, eu tenha que ser a cobaia.

12 comentários:

_ _ _ _ _ _ disse...

Nos departamentos do governo daqui, todo mundo fala português. Mas acho que seria mais fácil entendê-los em alemão.

Tudo vai dar certo, brasileiro peludo.

abração,

Pernil

Shibumi Yuugen disse...

o filho da p. tu tá ficando inteligente viado. muito bom o texto.

João Braga disse...

Vai dar certo, Locão.
Logo a amada estará por aí neutralizando esse pêndulo.

Senão vou com o Bentão até aí e quebramos a porra toda.

Falemos no skype, carái.

Juliana Paracencio disse...

Oi Marco, tudo bem?
Vc não me conhece, cheguei ate aqui atraves do Tomas, q trabalhou contigo na LewLara.
Te mandei um email. Se puder responder, agradeço.. Vc vai entender pq!! :)
Boa sorte aí!
Ju

mutantismos disse...

fala, jovem brazuca hirsuto! contra a burocracia só tem um remédio: insistência e inteligência. desconfio que nada disso te falta. vai dar tudo certo...

Manuel Rolim disse...

Vai-te embora pra Pasargada. Duvido que lá tenha um lado negro.

Leo disse...

Fala Locão. Continuo lendo o blog sempre que possível e é muito bom saber de notícias suas. A Lizzy já já chega por aí. Comecei um blog também, pouco convencional, mal falo de mim. Mas tem umas coisas interessantes lá. http://trivialounemtanto.blogspot.com.

Depois dá uma sacada lá. Grande abraço.
Leo Ceará Cabeçudo dos Inferno

Luanna disse...

continua escrevendo bem demais!!!
acho que dessa nova vida ainda sai um livro heim....
desejo sorte nessa "empreitada", espero que a Lisi jajá esteja com vc

Fabio Allves disse...

Olá,

Sou Fábio da HOTWords,

Gostaria de convidá-los a utilizar a ferramenta HOTWords de Publicidade Contextual. Temos muito interesse de te-lo como parceiro e achamos que seu site Ausländerbehörde - Marco em Berlim tem o perfil e potencial ideal para nossos anunciantes e nossas campanhas.

Com o HotWords editores de sites, blogs e portais passam a contar com uma nova fonte de receita gerada a partir dos textos de matérias e notícias publicadas em seus sites.

Exemplos:

HOTWords Tradicional

http://www.gazetaesportiva.net/ge_noticias/bin/noticia.php?chid=118&nwid=68437
http://www.catho.com.br/dicas/lista.php?qual=13&titt=U2Fs4XJpbw%3D%3D
http://www.gazetamercantil.com.br/integraNoticia.aspx?Param=604%2c0%2c1553459%2cUIOU
http://web.infomoney.com.br/templates/news/view.asp?codigo=956814&path=/investimentos/

http://site.hotwords.com.br/formatos.jsp (Campanhas Especiais em formatos em video e flash.)

(ao passar o mouse sobre a palavra duplo-sublinhada o balão do HOTWords é exibido para o usuário, e você ganha sempre que um usuário clicar nesse anúncio)

Para implementar o HOTWords é simples e não envolve nenhum tipo de custo.

Basta cadastrar-se no http://site.hotwords.com.br/seja_parceiro.jsp?crsource=promo6 e instalar as TAGs ( linhas de código ) nas páginas onde os anúncios deverão aparecer.

A identificação de palavras relevantes onde os anúncios vão aparecer é realizada automaticamente pelo sistema.

Para mais informações acesse nosso site: http://site.hotwords.com.br/partners_faq.jsp e leia nossa FAQ.

No entanto fico à disposição para eventuais dúvidas.

Atenciosamente,

Fábio Allves
------------------------------
fabio@hotwords.com.br
www.hotwords.com.br
------------------------------
Phone: 11 3178 2513

Lucas disse...

Ô Marco!! Que merda isso, hein?
Mas tudo vai dar certo, cara! Tua competência e caráter são fodas demais pra que um burocráta barre tudo isso!
Mando energias positivas aqui da França pra tu e a Lisi!!
Tô esperando definir o meu futuro por aqui pra arranjar um tempo de te visitar!

Teu blog é muito bom!
Grande abraço!!
Lucas

Fabio Allves disse...

Olá,

Estou entrando em contato novamente para tratar da Parceria Comercial mencionada via e-mail em 31/03/08.

Continuamos interessados no site.

Aguardo um retorno para iniciarmos a negociação.

Grato e à disposição,
Fábio Allves
------------------------------
fabio@hotwords.com.br
www.hotwords.com.br
------------------------------
Phone: 11 3178 2513

marie disse...

amigo querido!

fazia tempo que eu não andava por aqui. muito bom teu texto! Essa hora tu e a Lisi já devem estar juntinhos aí! Tô torcendo muito por vocês!

superbeijo e aproveitem tudo por aí, amo vocês,

marie